jump to navigation

Sócrates contra posições de pároco February 7, 2005

Posted by igualdadenocasamento in Portugal.
trackback

José Sócrates considerou, esta segunda-feira, «infeliz» o apelo do pároco da Igreja de São João de Brito de Lisboa, para que os portugueses não votem em partidos defensores do aborto, eutanásia e direitos dos homossexuais. Uma ideia partilhada por Jerónimo Sousa, enquanto Paulo Portas prefere não comentar.

Na sua homilia de domingo, transmitida em directo pela Antena 1, o padre Loreno defendeu que a vida humana vai da concepção à morte e referiu que a ética cristã reprova que seja equiparada à família «uma união de um homem com outro homem» ou de «uma mulher com outra mulher».

Falando aos jornalistas em Fátima, após uma reunião com empresários da região, o secretário-geral do PS repudiou as posições do pároco da Igreja de São João de Brito.

«Foram declarações muito infelizes, mas que o PS não valoriza, porque essas declarações não representam a posição da Igreja Católica», respondeu o líder socialista.

Também Jerónimo de Sousa, do PCP, lamentou as afirmações do pároco, lembrando que o seu partido defende o direito à vida, não podendo, no entanto, aceitar que continue a existir o aborto clandestino no país.

Já o líder do CDS-PP, Paulo Portas, adiantou que não ouviu as declarações do padre Loreno, sublinhando, deste modo, que não quer fazer uma campanha de «casos».

Notícia TSF.

Advertisements

Comments»

1. Anonymous - March 10, 2007

marijuana out of system fast

false positive drug tests

2. Anonymous - August 5, 2007

acnezine shop

dhc skin care


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: